Resenha de Filme: Homem de Ferro 3

Depois de assistir aos dois primeiros filmes e principalmente depois dos Vingadores eu estava com grandes expectativas em torno desse filme, ele é legal, vai agradar ao público em geral, mas é cheio de furos de roteiro.

O filme tem muita ação os atores cumpriram seus papeis com maestria, Robert Downey Jr. novamente arrebenta como Tony Stark, mas o filme teve seus percalços, dá pra perceber quando você analisa o roteiro. Como sempre eu aconselho que cada um veja O Homem de Ferro 3 e tire suas próprias conclusões, abaixo eu vou contar algumas cenas do filme então não recomendo continuar caso ainda não tenha visto.

Eu não lembro o suficiente sobre o Mandarin na revista em quadrinhos, me lembro apenas que ele era sim um inimigo do Homem de Ferro, não lembro sobre metodos aparência ou poderes, muito menos sobre ele ser algum tipo de terrorista. O filme falha miseravelmente em fazer dos vilões, inimigos do Homem de Ferro, não há relação entre o mocinho e os vilões do filme, para entender o que eu digo basta ver os filmes do Homem-Aranha, há um claro antagonismo ali e você conhece realmente os motivos das partes e os vilões do Aranha fazem ataques diretos a ele e com motivação bastante clara, coisa que não vemos aqui.

O vilão desse filme ataca os EUA provavelmente tentando verba para o seu projeto de supersoldados, mas há uma incoerência, já que se combate terroristas com uma agência de inteligência e não com um grupo armado com superpoderes, os terroristas agem nas sombras e você só consegue detê-los descobrindo quem são, quais seus métodos e motivações. Ao menor sinal de perigo os terroristas fogem e se escondem, talvez o roteirista seja um fã inveterado de GIJOE, será que alguém ainda acredita que a Cobra pode ser chamada de grupo terrorista? Se ele queria vender seu projeto de supersoldados deveria criar uma super-ameaça que os justificasse e ao mesmo tempo criar uma situação que impedisse o Stark de agir. Nem vou comentar o anti-climax que foi quando o filme revela quem o Mandarin realmente é.

Há quem diga: "Mas o vilão atacou o Tony Stark e destruiu sua casa!" Então eu pergunto: Porque? Qual o motivo? Tony Stark sabia sobre os terroristas tanto quanto qualquer um, porque se dar o trabalho de se expor atacando a casa dele? Que ameaça ele representava ao Mandarin? Tudo aquilo só pela entrevista? Alguém acredita que uma pessoa como Tony Stark pode se esconder ao ponto de ninguem saber onde é que ele mora? Se quisesse, o vilão já podia ter feito aquele ataque há muito mais tempo. Nem vou comentar que é impossível que helicópteros armados daquela maneira passasem impunes pela força aérea americana, mas fazer o que? Todo filme tem suas mentiras.

Os problemas psicológicos mostrados por Stark no filme não encaixaram muito bem na minha cabeça. Ele até teve esse tipo de coisa nos quadrinhos, um dos seus inimigos que eu não lembro qual e peço a ajuda de vocês para isso, tomou o controle das armaduras do Homem de Ferro causando muita destruição e mortes, ele é corroído pela culpa que o leva até ao alcoolismo. Entretanto no filme ele começa a ter uma espécie de fobia ou medo pelo que aconteceu com ele no filme dos Vingadores. Aí eu pergunto: Ele não é um herói? Não foi ele quem escolheu essa vida? Alguém imagina um piloto de fórmula 1 continuar pilotando se ele começa a ter fobia ou algo psicológico depois de um acidente? Em que esse problema ajuda no filme? A introduzir o menino? A fazer graça? Eu realmente não entendi.

Então ao final não a cereja, mas as 3 cerejas do bolo, vamos a elas:

Primeira: Para mostrar como o vilão é mal ele se desfaz da única pessoa que realmente poderia ajudá-lo que é a mulher que criou o tal fluido que dá superpoderes aos supersoldados. Porque será que na maioria dos filmes a cena "Vejam como eu sou mau" na verdade significa "Vejam como eu sou burro"?

Segunda: Se desde o inicio o vilão sabia que ia precisar da ajuda do Tony Stark porque ele faz aquele ataque tentando matá-lo e acabando por destruir a casa dele? Eu tento matar o cara que pode me ajudar e depois eu tento coaji-lo a fazer o que eu quero. Essa ordem não deveria ser invertida?

Terceira: O cara faz uma cena em que a Pots fica com superpoderes? Tenha santa paciência! Eu preferia que ela tivesse morrido, ia ser bem mais útil pro filme do que a mudança que fizeram no personagem. Eu sinceramente espero que isso seja sumariamente esquecido no próximo filme e não tenhamos a Pots vestindo roupa de heroína e enfrentando os vilões do Homem de Ferro.

Entretanto nem tudo é péssimo, os atores estão ótimos dentro do que lhes foi proposto, o filme tem cenas emocionantes e muito engraçadas. Falando nisso tem uma ótima cena pequena depois dos créditos. A audiência geral vai adorar este bom "Seção da Tarde" que por todos os motivos acima ficou devendo bastante em relação aos dois primeiros.

Leave your comments

Post comment as a guest

0

People in this conversation

  • Guest - Findreans ( Eduardo Castelhano )

    Estava com este filme na lista para fazer a resenha... mas tem uns 5 filmes e uns 2 livros... :)
    Bem, vejo que minha opinião não seria tão fora de contexto assim.
    Acho que o maior problema deste filme foi tentar se levar a sério demais, os outros não tinham disso. Eram mais soltos.
    Minhas criticas deste filme são várias, mas vou citar umas poucas aqui, até porque muito já foi falado na resenha.
    A começar pelo "problema" do Tony Stark. O ocorrido na invasão teria feito ele ficar com trauma e ficar mais recluso, mas esse problema seria uma "síndrome do pânico" ou uma agorafobia, mas o que os caras mostram está mais para um problema de explosão de fúria quando pressionado... Não fez o menor sentido isso.
    Depois a caracterização do Mandarim é um dos pontos estranhos, a começar que como o próprio nome diz, ele é um oriental e tem aquele visual tipico de chinês antigo, neste filme ele ficou mais parecido com uma versão piorada de um terrorista árabe, não entendi essa... se tivessem mudado o nome não teria feito diferença alguma e acho que teria ficado melhor, porque não causaria problema com aqueles que conhecem o personagem.
    O filme exagera demais em alguns pontos só para encher os olhos do pessoal que está assistindo. Usar um helicóptero e disparar uma enxurrada de misseis na casa do Tony Stark? Mandar alguns dos supersoldados teria feito mais sentido, mesmo sabendo que o Stark é o Homem de Ferro. Usar tudo aquilo no final pareceu mais uma outra justificativa para um monte de outras explosões.

    Quanto a situação da Pots, eles já resolveram no próprio filme, então já fora automaticamente esquecido, o que me faz pensar do porque ter usado essa ideia, só para fazer um "momento salvação" ou mostrar que o Homem de Ferro não seria tão poderoso assim? Pior é que resolveram tanta coisa no final em poucos segundos que fica difícil imaginar o porque não fizeram antes ( a questão da unidade de energia por exemplo ).

    Para mim, ficou muito com cara de "perdemos a paciência com essa franquia e jogamos a toalha...

    Like 0 Short URL:
  • Guest - Chanceller Martok (Alexandro Paulo)

    ...porque ao que parece eles eram a arma que o antagonista queria vender, então eles não poderiam ser vistos atacando uma propriedade civil e comentendo algo contra a lei. Na verdade as coisas só encaixariam se o inimigo usasse um outro superser, como o Homem de Titânio por exemplo, que justificasse os supersoldados para atacar os inimigos e o Homem de Ferro.

    Também não me ative a aparência do Mandarin, realmente é estranho um árabe usar um pseudônimo chinês. Como disse, sei muito pouco, mas não lembro dele ter sido algum tipo de terrorista, nem que ele fosse uma farsa.

    Like 0 Short URL:
Powered by Komento